pt Português
pt Português
pt Português

Agenda Indígena

A Agenda Indígena foi criada em 2018 pela FAS durante o diálogo “La Amazônia que Queremos”, promovido pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN-Amazônia) e FAS, além de parceiros como PNUD, ECA Amarakaeri, Fenamad, Anecap, Aidesep e Coiab. 

A Agenda propõe-se a ampliar o escopo de sua atuação com povos indígenas que vivem em comunidades e Terras Indígenas (TI), além de implementar projetos nas áreas temáticas de Arquearia Indígena e Canoagem Indígena.

O objetivo é valorizar a cultura indígena por meio da disseminação de suas práticas em nível nacional e internacional por meio de campeonatos e apresentações, reforçando sua identidade e orgulho, incentivar a autoestima de jovens indígenas e promover oportunidades de crescimento e desenvolvimento através do esporte.

Foto: Gabriel Oliveira

Arquearia Indígena

A Arquearia Indígena é um projeto coordenado pela Agenda Indígena da FAS, com apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e da Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco). O objetivo é contribuir e apoiar diretamente para a promoção e o fortalecimento da cultura, imagem e autoestima das populações indígenas no Amazonas. Através do projeto, os beneficiários recebem acompanhamento, instrução, avaliação, treinamento e alimentação para crescer no esporte e disputar competições regionais, nacionais e internacionais. 

Canoagem Indígena

A canoagem é uma prática tradicional que está presente no cotidiano das populações indígenas do Amazonas. Pensando nisso, a FAS em parceria com Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), idealizou o projeto Canoagem Indígena, com o objetivo de valorizar os jovens por meio do esporte. Desde então, o projeto já beneficiou cerca de 60 atletas indígenas e ribeirinhos das comunidades Três Unidos, Nova Kanã e São Sebastião que fica na Área de Proteção Ambiental do Rio Negro, administrada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas (Sema).