Diálogos para uma bioeconomia inclusiva na Amazônia

Crédito: Dirce Quintino

Cumprindo o objetivo de aprofundar o debate, pavimentar caminhos e amplificar soluções que promovem uma bioeconomia inclusiva na Amazônia, o Hub de Bioeconomia Amazônica, iniciativa secretariada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) em parceria com a Green Economy Coalition (GEC), inicia em agosto o projeto “Diálogos para uma bioeconomia inclusiva na Amazônia”. O ciclo de encontros tem apoio do International Institute for Environment and Development (IIED) e é financiado pelo Partners for Inclusive Green Economy (PIGE)

O projeto destina-se a apoiar discussões, disseminar experiências e dar visibilidade a soluções desenvolvidas por atores globais, regionais e locais na temática de bioeconomia amazônica. Além disso, os diálogos visam gerar recomendações que sejam relevantes para a realidade da região. 

Público alvo:

  • Organizações estrangeiras e multilaterais com interesse na temática de economia verde e bioeconomia amazônica;
  • Organizações governamentais subnacionais e nacionais
  • Potenciais financiadores nacionais;
  • Representantes do setor privado;
  • Sociedade civil, incluindo centros de pesquisa e think-tanks que desenvolvam ações de economia verde, bioeconomia  e / ou na Amazônia

1º Diálogo“Bioeconomia para quem? O protagonismo dos povos da floresta para uma agenda de bioeconomia inclusiva na Amazônia”

O projeto tem início no dia 2 de agosto de 2022. O tema do primeiro encontro parte da pergunta “Bioeconomia para quem? O protagonismo dos povos da floresta para uma agenda de bioeconomia inclusiva na Amazônia”. 

O debate será transmitido no canal da FAS no Youtube, das 16h às 17h30, horário de Brasília. Para participar, acesse o formulário “Diálogos para uma bioeconomia inclusiva na Amazônia” e faça a inscrição (link http://bitly.ws/t3dI). 

O primeiro diálogo coloca os povos da floresta, saberes tradicionais, experiências em sustentabilidade e conservação de biodiversidade no centro das soluções para o desenvolvimento da bioeconomia amazônica e das cadeias produtivas. 

Participantes e moderação

Para a discussão, estarão presentes o presidente da Associação de Moradores e Usuários da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (Amurman), Raimundo Rodrigues;  a professora e artesã Izolena Garrido, liderança da comunidade Tumbira, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro; Francisca Arara, indígena do povo Arara, chefe do departamento de regulação no Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC/AC) e presidente do comitê regional para parcerias com Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais da Força Tarefa dos Governadores; e o filho de Maués, terra do guaraná e da longevidade, o consultor de projetos sócioambientais e fundador da Experiência Mawé no município de Maués/AM, Ítalo Mamud Michiles

O superintendente geral da Fundação Amazônia Sustentável (FAS), Virgílio Viana, e a facilitadora global do Hub de Bioeconomia Amazônica, Marysol Goes, serão os moderadores do evento.

Próximos diálogos

Os próximos eventos acontecerão nos dias 19 e 30 de agosto com os temas “Bioeconomia amazônica no centro da política: O papel dos governos locais para o fomento de um bioeconomia inclusiva na Amazônia” e “O papel da cooperação internacional para uma bioeconomia inclusiva na Amazônia”. Os horários e participantes serão divulgados em breve.

Create your account