Boas práticas para turismo comunitário são apresentadas em capacitação : FAS Amazônia
21/06/2013
Outros

Boas práticas para turismo comunitário são apresentadas em capacitação


Aconteceu em Manaus, entre os dias 17 e 19 de junho, a 1° Capacitação de Multiplicadores para Boas Práticas de Turismo Sustentável, promovida pelo Fórum Amazonense de Turismo de Base Comunitária (FTBC). Ministrado pela Rainforest Alliance, o curso visa difundir conhecimentos sobre turismo aplicado a comunidades ribeirinhas, envolvendo membros de várias instituições, dentre elas, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

“A participação dessas instituições é fundamental, pois lidam de frente com o desafio de aprimorar o turismo no Estado”, diz o consultor da Rainforest Alliance Saul Blanco, que palestrou durante três dias de evento.

A capacitação foi dividida em dois módulos. O primeiro, teórico, apresentou questões como a valorização dos aspectos culturais, o resgate e a proteção do patrimônio histórico nas comunidades. Também foram discutidas ações de segurança para a prestação de serviços turísticos, de uso sustentável dos recursos naturais e de bons tratos com os resíduos sólidos gerados por essas atividades.

O segundo será o módulo prático, que ocorrerá em uma Unidade de Conservação (UC) próxima a Manaus. A expectativa é que a experiência in loco aprimore o atendimento nas comunidades, segundo a assistente de Projetos da FAS, Rebeka Monteiro.

“Ã? uma forma de levar novos conhecimentos para as comunidades, para recebermos cada vez melhor os turistas que estão indo. Com essa metodologia esperamos ter um retorno quase que imediato, uma vez que as lições serão repassadas e aplicadas no dia a dia desses empreendedores”.

Empreendedorismo turístico no Bolsa Floresta

O componente Renda do Bolsa Floresta vem investindo em ações estruturantes para o turismo no Amazonas. Na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS)  Rio Negro, a comunidade do Saracá conta com um restaurante gerido pelos próprios comunitários, construídos com recursos do PBF. Recentemente uma parceria entre FAS e o Instituto Consulado da Mulher equipou o restaurante e a Pousada Garrido, gerida e criada pelos ribeirinhos. Ao todo, são quase 2 mil pessoas beneficiadas pelo PBF na reserva, em quatro componentes.