Colaboradores da FAS participam de oficina de fotografia : FAS Amazônia
09/03/2009
Outros

Colaboradores da FAS participam de oficina de fotografia


Por Marina Guedes

Orientados pelo fotógrafo Edvaldo Ramos, do Estúdio Retrato, oito colaboradores da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) participaram de uma oficina em Manaus, no último final de semana, dias 07 e 08 de março. Além de aprofundar o conhecimento dos profissionais da Fundação, o objetivo desta ação foi permitir que os participantes pudessem, uma vez em campo, repassar o aprendizado aos moradores das unidades de conservação, transformando-os em comunicadores da floresta.


Num ângulo inusitado, Benjamim Maia é “clicado” por Francisco Pinto, domingo, em Manaus

Dentre os participantes, a turma era mista. Para uns, técnicas de luz, enquadramento e velocidade de captura da imagem, dentre outros aspectos, eram assuntos até então desconhecidos. Como para o coordenador do Programa Bolsa Floresta, Francisco Pinto. “Aumentou nossa curiosidade e nos estimulou para montarmos um banco de imagens. Quem sabe, no futuro, organizaremos uma exposição com o conteúdo de nossas viagens”, declara Francisco. Para tanto, ele lembra a importância da edição das imagens. “Precisamos pensar uma forma de incluir em nosso manual de trabalho a questão da identificação das imagens e créditos, para podermos organizar o banco de imagens corretamente”, acrescenta. 
 
Outros, porém, já possuíam relativa experiência na arte que consagrou, mundialmente, Sebastião Salgado e Araquém Alcântara. Na visão do assistente técnico Mauricio Adu Schwade, a ocasião foi importante pelo aprimoramento técnico. “Agora, temos a possibilidade de mostrar aos comunitários novos conhecimentos. Vai funcionar como uma espécie de janela para os dois mundos”, avalia Mauricio.  
 

Mauricio Adu registrou os coordenadores da FAS,
Francisco Pinto e Valcléia Solidade, na oficina
 
O coordenador de logística da FAS, Benjamim Maia, segue a mesma linha de raciocínio que o colega Mauricio, e completa: “Todos falam em inclusão social. Com este conhecimento que passaremos aos comunitários estaremos, finalmente, contribuindo para tal inclusão, compartilhando algo que faz parte de nossa realidade e fazendo com que eles sejam capazes de nos ver como nós os vemos”, disse. Benjamim.
 
Mesmo que com experiência anterior em equipamentos profissionais, o analista técnico Thiago do Prado, considera válida a oportunidade por ter “compreendido algumas técnicas de enquadramento das cenas de acordo com objetivo”.
A chance de recordar um assunto abordado na graduação foi, na opinião da assistente de comunicação, Paula Viana, um dos pontos de destaque da oficina. “Mesmo que não costume usar uma máquina profissional, agora me sinto melhor preparada para algumas funções na FAS, como aproveitar melhor as noções de luz, por exemplo”, pontua Paula.   
A escola está localizada na rua Rio Jutaí, 7, quadra 2, Vieiralves. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (92) 3877-0019


O professor Edvaldo Ramos orienta Rosival Dias, no Largo de São Sebastião. Atrás deles,
Thiago do Prado e o também colaborador da Fundação, Edgard Nogueira (Foto: Paula Viana)