EnglishFrenchPortugueseSpanish

FAS e Prefeitura de Presidente Figueiredo firmam acordo em projetos voltados para crianças e adolescentes e postos de Telessaúde

FAS e Prefeitura de Presidente Figueiredo firmam acordo em projetos voltados para crianças e adolescentes e postos de Telessaúde
março 18, 2022 forner

FAS e Prefeitura de Presidente Figueiredo firmam acordo em projetos voltados para crianças e adolescentes e postos de Telessaúde

As ações serão realizadas no contraturno das escolas de comunidades rurais, em Presidente Figueiredo, com atividades extracurriculares que visam a melhora na evolução cognitiva e pedagógica, no engajamento, na socialização e na bagagem cultural.

18/03/2022

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) realizou, nesta semana, a assinatura de um termo de cooperação com a Prefeitura de Presidente Figueiredo, com o valor de R$ 1 milhão, para a execução do Programa de Desenvolvimento Integral de Crianças e Adolescentes Ribeirinhas da Amazônia (DICARA).

O DICARA, é um programa elaborado com base nas disposições do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), sendo inscrito e aprovado em um edital público do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Presidente Figueiredo, como forma de apoiar a garantia dos direitos da infância e da juventude no município.

Com o financiamento da Unilever, em torno de R$ 1 milhão, o DICARA será segmentado em cinco frentes de atuação: primeira infância; adolescentes de 13 a 17 anos; garantia do direito à educação complementar; diversidade e inclusão de crianças e adolescentes; e enfrentamento às formas de violência.

“Acreditando que é necessário viabilizar direitos sociais em Unidades de Conservação (UCs), na zona rural e em sedes de municípios, a FAS desenvolve o DICARA desde 2014. O projeto faz parte do Programa de Educação para a Sustentabilidade da FAS e desenvolve ações voltadas à garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes, residentes em comunidades ribeirinhas e bairros periféricos”, informou a gerente do PES, Fabiana Cunha.

As ações serão realizadas no contraturno das escolas de comunidades rurais, em Presidente Figueiredo, com atividades extracurriculares que visam a melhora na evolução cognitiva e pedagógica, no engajamento, na socialização e na bagagem cultural.

Cursos de música, informática, oficinas de liderança e práticas esportivas, assim como seminários e eventos culturais e esportivos são algumas das atividades promovidas pelo DICARA para o público infanto-juvenil.

Segundo Fabiana, além dos jovens, o projeto também desenvolve ações de assistência social para as famílias e membros das comunidades. “Temas como violência doméstica, abuso e exploração sexual, prevenção às drogas, doenças sexualmente transmissíveis e gravidez na adolescência são abordados para conscientizar os pais e responsáveis, além de instruir agentes de saúde e professores da rede pública”, comentou.

Saúde à distância

O termo de cooperação com a Prefeitura de Presidente Figueiredo vai possibilitar também a instalação de um polo de telessaúde em comunidades mais remotas do município. Por meio da telessaúde, a população passa a ter acesso a atendimento psicológico, médico e de enfermagem.

Em 2021, por meio do Programa Saúde na Floresta (PSF), a FAS viabilizou mais de 1,5 mil atendimentos de telessaúde para ribeirinhos e indígenas de comunidades no Amazonas. Para que esse trabalho seja realizado, as comunidades têm o apoio de 95 pontos de conectividade com internet, instalados em 29 municípios, 22 Unidades de Conservação (UCs) e 16 Terras Indígenas (TIs).

Sobre a FAS

Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia.