“O destino da floresta depende de quem vive nela”, diz Virgílio Viana no TEDx Nairobi : FAS Amazônia
31/10/2013
Outros

“O destino da floresta depende de quem vive nela”, diz Virgílio Viana no TEDx Nairobi


A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) tem levado sua expertise em promover o envolvimento sustentável, conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades moradoras e usuárias das unidades de conservação no Estado do Amazonas para eventos internacionais. Representada por Virgílio Viana, superintendente geral, a FAS participou ontem (30) da Conferência TEDxNairobi, no Quênia, no World Agroforestry Center (ICRAF). O evento abordou o tema das cidades resilientes e os desafios dos governos em compatibilizar o aumento da população urbana mundial e o desenvolvimento sustentável.
Viana falou sobre a valorização dos ecossistemas e daqueles que protegem o patrimônio ambiental das nações. Ele apresentou um exemplo prático do Programa Bolsa Floresta, que tem alcançado importantes resultados como uma iniciativa de pagamento por serviços ambientais por valorizar as pessoas.
“O mundo depende muito da natureza. No caso das florestas, não devemos olhar apenas para as copas das árvores. Precisamos olhar para pessoas. O destino das florestas depende de quem vive nela”, arguiu para plateia presente no evento.
A proposta do TEDxNairobi é colaborar para a troca de experiência sobre como construir cidades resilientes. Com o tema “The City Rebooted” o evento abordará o desafio global da evolução das cidades que, até 2030, devem ter mais de 5 bilhões de habitantes em todo o mundo. A ideia é que os palestrantes levem inspiração sobre como a sociedade poderá aprender a explorar as possibilidades que a urbanização oferece, sem danificar as vidas de milhões de pessoas em comunidades rurais.
 “A participação nesse evento tem como objetivo mostrar como o Brasil têm muita experiência para passar ao mundo. A cooperação entre os países, o estabelecimento de políticas pUblicas de pagamento por serviços ambientais no Brasil e em outras regiões, como o REDD, pode ser uma das soluções para esses desafios contemporâneos. O que precisamos é criar mecanismos de diálogo e apoio mUtuo para alcançar esses objetivos”, conclui Virgílio Viana.
Uma das próximas iniciativas da Fundação Amazonas Sustentável é uma cooperação internacional entre países da América do Sul, Ásia e África em uma aliança horizontal, ou seja, que irá mudar o paradigma que apenas exemplos oriundos de países desenvolvidos podem ser aplicados em nações em desenvolvimento. Segundo a organização, iniciativas de países que possuem os mesmos desafios e dificuldades podem ter mais chance de serem replicadas e bem sucedidas com seus parceiros.