pt Português
pt Português
pt Português

Publicações

03/02/2022

Programa Bolsa Floresta: trajetória, lições e desafios de uma política pública inovadora para a Amazônia

O livro “Programa Bolsa Floresta: trajetória, lições e desafios de uma política pública inovadora para a Amazônia” reúne a história do programa de recompensa por serviços ambientais executado pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS). A iniciativa beneficia mais de 9 mil famílias moradoras ou usuárias de 16 unidades de Conservação (UCs) no Amazonas. 

A publicação é dividida em quatro capítulos, que abordam quatro temas:  

  • Origem do Bolsa Floresta;  
  • Evolução do programa;  
  • Conhecimentos adquiridos sobre as realidades socioambientais nas UCs atendidas;  
  • Perspectivas de novos caminhos de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável, a partir dos aprendizados do Bolsa Floresta. 

Implementado em 2008, o Programa Bolsa Floresta teve como principal desafio demonstrar que a floresta vale mais em pé do que derrubada. Para isso, a iniciativa realiza ações que estimulam o desenvolvimento sustentável, o compromisso de não-desmatamento de florestas primárias e a conservação ambiental, além da melhoria da qualidade de vida das comunidades, com a participação em oficinas de capacitação e garantir a presença dos filhos na escola. 

A partir de então, as famílias têm acesso a ações complementares nas áreas de geração de renda, melhoria da infraestrutura comunitária e empoderamento das associações. 

Entre os resultados alcançados pelo Programa Bolsa Floresta está a contribuição para a proteção de 10,9 milhões de hectares de florestas, o que representou uma queda de 43% na taxa de desmatamento nas áreas beneficiadas (2008-2020), de acordo com dados oficiais do Governo Brasileiro (INPE/PRODES).  

Além disso, houve um aumento de 202% na renda média das famílias (2009-2019) — comprovando a possibilidade da conservação da floresta e geração de renda em comunidades ribeirinhas. 

A partir desses resultados, o programa recebeu o prêmio Objetivos do Milênio, que reconhece as melhores práticas de gestão e projetos sociais que contribuem para o alcance das Metas do Milênio, da ONU. O Bolsa Floresta também foi o primeiro projeto de redução de emissões por desmatamento e degradação florestal (REDD) na Amazônia em 2008 – “Projeto de REDD na RDS do Juma” – e o primeiro no mundo a receber a certificação “nível ouro” no padrão Clima, Comunidade e Biodiversidade (CCB). 

Baixar Publicação