Campeonato de futebol movimenta comunidades da RDS Rio Negro : FAS Amazônia
18/01/2011
Outros

Campeonato de futebol movimenta comunidades da RDS Rio Negro


Comunitários da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro (AM) lotaram a arquibancada do campo de futebol da comunidade São Francisco do Bujaru, na primeira semifinal do Campeonato de Futebol da RDS do Rio Negro, no último domingo (16/11). A grande final do campeonato, que conta com o apoio financeiro da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e movimenta as 19 comunidades da reserva, será no dia 29 deste mês.

Penálti cobrado durante o campeontato da RDS Rio Negro

A comepetição tem mobilizado as 19 comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro (foto: Benjamin Maia)

A organização geral do evento é da Associação das Comunidades Sustentáveis do Rio Negro (ACS – Rio Negro). De acordo com o regulamento do campeonato, as semifinais serão realizadas em dois jogos (ver tabela). As partidas de volta acontecerão na comunidade Santa Helena, no próximo domingo (22/11), onde também haverá o sorteio do campo que receberá a grande final.

A competição foi dividida em três categorias: ‘Principal’ (masculino), ‘Feminino’ e ‘Veterano’ (acima de 45 anos). Para a categoria ‘Principal’, o prêmio será de R$ 2,5 mil e mais uma cabeça de gado. A equipe campeã no ‘Feminino’ levará para casa o prêmio de R$ 1,5 mil mais uma cabeça de gado. Já na categoria ‘Veterano’, o prêmio para o campeão será de R$ 1 mil.

De acordo com o presidente da ACS – Rio negro, Armando dos Santos Mendes, a disputa pelo título está muito acirrada. Mas, para além da competição em si, ele destaca a importância da integração das comunidades da RDS Rio Negro e a possibilidade de geração de renda durante o campeonato. “Esse campeonato tem gerado o conhecimento entre as comunidades, além disso, permitiu aos comunitários a geração de renda por meio da venda de bebidas e alimentos durante a realização dos jogos”, afirma.

Para o Superintendente Técnico-Científico da Fundação Amazonas Sustentável, João Tezza Neto, a intenção da FAS ao apoiar o evento é investir na qualidade de vida moradores das Unidades de Conservação do Amazonas, que faz parte da missão da fundação. “Futebol é alegria e qualidade de vida. Está enraizado na tradição das comunidades ribeirinhas. Tem participantes do sexo masculino e feminino, envolvendo jovens e adultos. A Fundação Amazonas Sustentável ao fazer esse apoio, está procurando valorizar a cultura e a parceria com a comunidade”, afirma João.

Principal

 
 

Holanda (Com. do Tiririca)

2

x

1

 São Francisco (Com. do Bujaru)

 

Guarani (Com. do Saracá)

1

x

2

Vasquinho (Com. São Thomé)

 

 

 

Feminino

 
 

Terra Preta (Terra Preta)

1

x

0

São Paulo 1 (São Paulo)

 

Fluminense (Carão) 

0

x

1

 São Paulo 2 (Terra Santa)

 

 

 

Veterano

 
 

Terra Preta (Terra Preta)

2

x

1

São Paulo (Com. Terra Santa)

 

Corínthias (Cajutuba) 

1

x

1

 Terra Preta (Terra Preta)