Contribua na formatura dos primeiros técnicos em produção sustentável da RDS Uacari - FAS Amazônia : FAS Amazônia
20/10/2014
Outros

Contribua na formatura dos primeiros técnicos em produção sustentável da RDS Uacari


Os 45 alunos do primeiro Curso Técnico em Produção Sustentável em Unidades de Conservação (UCs) contam com seu apoio para um das grandes conquistas que realização no fim este ano. Por meio de uma campanha no site Kickante, você pode apoiar a formatura dos alunos do Rio Juruá, que acontecerá em novembro no NUcleo de Conservação e Sustentabilidade (NCS) Bauana, construído em uma das regiões mais isoladas do Amazonas.
Contribua!
São várias cotas de doação, que incluem recompensas como adesivos, broches e canetas sustentáveis da FAS, além de bolsas confeccionadas por artesãs da região do Rio Negro.  Os doadores também terão seus nomes grafados em uma placa a ser instalada no NCS Bauana.

Sobre o curso

O curso objetiva formar técnicos em produção sustentável para suprir a demanda de trabalho local, e permitir a atuação técnica nas comunidades da reserva. Ele  tem duração de dois anos  e é voltado a alunos de UCs com ensino médio completo.
A formação dessa primeira turma tem um valor simbólico para o Rio Juruá. Foram anos de lutas contra os patrões dos seringais, que exploraram o látex naquela região. Agora, com novos técnicos nascidos na comunidade, todo conhecimento será utilizado na melhoria do lugar onde vivem, em um novo tempo para os moradores do Médio Juruá.
A ação é fruto de uma parceria com CETAM, o Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC), o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro  Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), a Associação de Produtores Rurais de Carauari (Asproc), a Associação de Moradores da RDS Uacari (AMARU), e do Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), com Prefeitura Municipal de Carauari.
O NUcleo do Bauana tem como mantenedores da HRT Oil & Gas, Natura, Coca-Cola Brasil e Videolar. O Programa de Educação e SaUde da FAS é mantido com apoio da Samsung. 
A RDS Uacari dista 634 km de Manaus, o que equivale a três dias de barco da capital amazonense. Para vencer o desafio logístico, os módulos foram realizados em alternância, com os alunos vivendo 15 dias no alojamento construído no NUcleo.