FAS é referência mundial em Redd, com a experiência da RDS do Juma : FAS Amazônia
09/12/2008
Outros

FAS é referência mundial em Redd, com a experiência da RDS do Juma


A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é referência de Redd mundial com o exemplo da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Juma, no município do Novo Aripuanã, uma parceria com a rede de hotéis Marriott International. Essa tem sido a avaliação dos principais especialistas no mundo sobre o tema, como o diretor geral da The David and Lucile Packard Foundation, Daniel J.Zarin, Ph.D., que disse “que a FAS é um exemplo prático, com forte base teórica, que deve ser acompanhado como um dos mais importantes no mundo em se tratando de florestas e de pessoas que vivem nela”. Na mesma base de raciocínio e destacando a qualidade da gestão dos serviços ambientais da FAS está Peter Saile, senior advisor Forests and Climate Change da GTZ alemã, que disse que a fundação “está mostrando ao mundo que é possível dar respostas concretas de conservação ambiental com responsabilidade social”.


Ativista ambiental e dos direitos humanos, Bianca Jagger e diretor geral da FAS, Virgilio Viana, durante conferência em Poznan, Polônia 
O diretor geral da FAS, Virgilio Viana, tem sido apontado na COP 14 em Poznan, Polônia, como um dos intelectuais e executivos das mudanças climáticas mais sólidos em sua política de interação com as organizações ambientais, empresas e governos dos Estados Unidos e da Europa, na busca de uma solução prática para os problemas que afligem as populações que vivem na floresta Amazônica, especialmente nas 34 reservas, onde a FAS atua, um universo de 16,4 milhões de hectares, o que à transforma em uma das maiores fundações do mundo em gestão de serviços ambientais. “O reconhecimento internacional é fruto de muito trabalho em equipe”.
Seringueiro
“Eu sou da floresta. Do Médio Juruá, lá da RDS do Uacari, em Carauari, e estou vendo que esse povo aqui na COP 14 está nos apoiando de uma forma nunca antes vista. Estou muito contente e acreditando que a FAS é a solução para muitos dos problemas que afetam a nossa gente da floresta”, disse o presidente do Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), Manoel Cunha.
Também o embaixador francês para Mudanças Climáticas, Brice Lalonde, destacou que o Brasil tem condições de ser uma das lideranças na agenda mundial das mudanças climáticas, no âmbito do Redd e de outras iniciativas relacionadas à floresta, pela sua capacidade de fazer projetos com metodologia respeitável, como o que se observa na Fundação Amazonas Sustentável (FAS).
Esse cenário positivo na COP 14 ficou mais evidente ainda quando o diretor geral da FAS, Virgilio Viana, participou de uma conferência de imprensa ontem, junto com a ativista dos direitos humanos e ambientalista Bianca Jagger. Na ocasião Bianca fez um depoimento de sua visita à comunidade de Boa Frente, na RDS do Juma, que emocionou os presentes. “Eu não imaginava encontrar uma comunidade tão feliz no meio da floresta usando internet e vivendo de uma maneira digna e respeitando a natureza. Vou ajudar no que for possível a divulgar essa experiência única no mundo que é a FAS”.
Virgilio Viana, de sua parte, disse que o sucesso que a FAS está experimentando é fruto da iniciativa pioneira do governador Eduardo Braga, que ao criar a Lei de Mudanças Climáticas se antecipou mundialmente na questão ambiental. Salientou ainda que o Amazonas está servindo como referencia mundial em Redd, especialmente com a RDS do Juma. “O nosso trabalho na FAS está chamando a atenção mundial, porque estamos dando as respostas para os problemas crônicos que afetam às comunidades da floresta. Esse é nosso papel buscar soluções com o apoio dos parceiros e do Estado do Amazonas”.