FAS lança campanha com fotos de Araquém Alcântara : FAS Amazônia
22/01/2010
Outros

FAS lança campanha com fotos de Araquém Alcântara


Por Monick Maciel

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS), organização não governamental que atua na gestão do programa Bolsa Floresta, iniciou, neste mês de janeiro, uma campanha para promover suas ações em mídia impressa e internet. A Neogama/BBH foi a agência responsável pela nova campanha, que usa imagens do fotógrafo Araquém Alcântara.

O trabalho traz quatro peças impressas. As assinaturas dos anúncios trazem frases como: “Estamos fazendo a floresta valer mais em pé do que derrubada”; “Antes algumas pessoas ganhavam a vida desmatando. Agora todas elas ganham a vida conservando”; “Enquanto alguns investem no desmatamento da Amazônia, o Bolsa Floresta investe para acabar com ele”; “Estamos substituindo o lucro de quem derruba pelo valor de quem conserva”. As frases destacam a iniciativa de combate ao desmatamento que a FAS vem realizando no Estado desde 2007, quando da sua criação.

O texto das peças também detalha a atuação da FAS no estado do Amazonas, onde atualmente atinge cerca de 30 mil pessoas com o programa Bolsa Floresta, numa área de 10 milhões de hectares. As fotos de Araquém mostram em detalhes árvores da Amazônia, como a castanheira. O fotógrafo dedica-se, desde 1985, a fotografar os povos brasileiros, além da fauna e flora nacional, sendo uma referência para fotos da região amazônica.

De acordo com o coordenador de Marketing da FAS, André Ballesteros, a campanha visa dar visibilidade a este importante trabalho realizado pela FAS que concretiza uma solução viável para a questão do desmatamento.

Ballesteros explica que os anúncios serão publicados voluntariamente. E que a iniciativa compreende ainda um desdobramento da campanha em peças de Internet. “A campanha na Internet deve ser lançada após o Carnaval e também contará com mídia pro bono. As peças terão como objetivo levar as pessoas para o site da FAS, onde poderão conhecer com detalhes o trabalho da Fundação, além de poderem contribuir com a causa”.