FAS realiza feiras com mais de 10 toneladas de tambaqui e pirarucu de manejo - FAS Amazônia : FAS Amazônia
27/10/2021
Destaques | Notícias

FAS realiza feiras com mais de 10 toneladas de tambaqui e pirarucu de manejo


O público manauara terá a oportunidade de adquirir um peixe fresco e manejado, direto do pescador, nos próximos dias. A Fundação Amazônia Sustentável (FAS), em parceria com a Associação de Moradores e Usuários da RDS Mamirauá Antônio Martins (AMURMAM), realiza mais uma edição da Feira do Tambaqui e da Feira do Pirarucu, com mais de 10 toneladas de peixe à venda, manejado por pescadores de comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá (a 674 quilômetros de Manaus).

 A Feira do Tambaqui acontece a partir desta quinta-feira, dia 28, e segue até sábado, dia 30 de outubro. Já  a Feira do Pirarucu será na próxima semana, nos dias 5 e 6 de novembro. Ambos ocorrerão de forma presencial na sede da FAS, situada na Rua Álvaro Braga, 351, bairro Parque 10, das 7h às 15h, sem necessidade de agendamento prévio, com venda por ordem de chegada e seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19.

 Na Feira do Tambaqui, haverá 6.176 quilos de tambaqui e 600 quilos de pirarucu seco disponível para venda. Os preços do tambaqui variam por kg: até 4 kg a R$  8/kg, de 4,001 a 5 kg por R$ 10/kg, de 5,001 a 6,999 kg por R$ 13/kg e acima de 7kg R$ 16/kg. O quilo do pirarucu seco sai a R$ 25. Os peixes poderão ser tratados no local pelos pescadores.

Já a Feira do Pirarucu terá 4 toneladas do peixe fresco à venda. Os preços são: manta por R$ 18/kg, filé por R$ 25/kg, ventrecha por R$ 14/kg e carcaça a R$ 6/kg.

 O tambaqui manejado é resultado do trabalho de 25 famílias da comunidade Batalha de Baixo, localizada no município de Fonte Boa. Já o pirarucu foi manejado por 27 famílias das comunidades Monte Horebe, Terra Nova e Boiaquara.

O gerente do Programa Floresta em Pé da FAS, Edvaldo Côrrea, ressalta a importância da iniciativa para a geração de renda dos pescadores, que podem vender seu produto diretamente ao consumidor manauara, sem a presença de atravessadores.

“A ação é muito importante para fortalecer essa cadeia produtiva. Ganham as famílias, que têm a oportunidade de acessar um novo mercado, e ganha o público que vai adquirir um peixe fresco e de qualidade”, afirma.

Segurança alimentar

O gerente também reforça que os peixes vendidos na feira são oriundos da RDS Mamirauá, que não está na faixa territorial de incidência dos casos de rabdomiólise no Amazonas. Todos os protocolos de manuseio e armazenamento correto do peixe, da pesca ao transporte, foram seguidos.

A venda do tambaqui e do pirarucu pela FAS tem autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas (Sema), com apoio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror).