FAS terá estande na 1ª Mostra de Educação Ambiental da UFAM : FAS Amazônia
14/06/2010
Outros

FAS terá estande na 1ª Mostra de Educação Ambiental da UFAM


Oficinas do Programa Bolsa Floresta levam aos ribeirinhos das unidades de conservação do Amazonas a discussão de temas como mudanças do clima, a importância das florestas, sustentabilidade e serviços ambientais. A dinâmica desse trabalho e a sua contribuição para a educação ambiental no Estado será o tema do estande da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), na 1ª Mostra e Intercâmbio de Experiências em Educação Ambiental da Amazônia, de 16 a 18 de junho, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O evento é uma iniciativa do Centro de Ciências do Ambiente (CCA/Ufam), conta com a parceria de inúmeras instituições, e será realizado em paralelo ao 1º Seminário Internacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Amazônia. Os estandes serão montados no Hall do ICHL.

As oficinas do Programa Bolsa Floresta são realizadas quando as equipes da FAS vão a campo fazer o cadastro de novos beneficiários pelo programa. Nas oficinas é utilizada arte educação, onde o universo artístico e suas linguagens (teatro, dança, músicas, fantoches) são utilizados para a sensibilização dos comunitários, visando a socialização pedagógica de conhecimentos científicos, sempre valorizando o conhecimento popular.

O estande da FAS também será uma oportunidade para apresentar aos visitantes da 1ª Mostra o exemplo dos Núcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCS´s) construídos pela FAS nas reservas do Amazonas.

A proposta dos NCS´s de união da estrutura curricular do ensino tradicional ao conteúdo complementar com técnicas sustentáveis de permacultura, manejo florestal, manejo pesqueiro e diversas práticas agroecológicas já está sendo implementada nas reservas de desenvolvimento sustentável do Juma, RDS do Rio Negro e RDS do Uatumã. O NCS do Mamirauá também está em construção e deve ser entregue ainda neste ano.

1ª Mostra

De acordo com o Centro de Ciências do Ambiente (CCA) da Ufam, a palestra de abertura da 1ª Mostra e do Seminário Internacional será proferida por um dos mais respeitados pensadores do saber ambiental, o economista mexicano Enrique Leff, doutor em Economia do Desenvolvimento pela Sorbonne, professor de Ecologia Política e Políticas Ambientais na Pós-Graduação da Universidade Nacional Autônoma do México e coordenador da Rede de Formação Ambiental para a América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

A programação dos dois eventos prossegue em conjunto no dia 16, com a palestra de Marcos Reigota o autor mais citado em educação ambiental no país, pós-doutor pela Universidade de Genebra e membro honorário da Academia Nacional de Educação Ambiental do México. Reigota é professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Sorocaba.

Nos dias 17 e 18, a Mostra prossegue no Hall do ICHL, com uma série de atividades como palestras, mesas-redondas, oficinas, sessão de pôsteres e duas experiências inovadoras nesse tipo de evento: o diálogo jovem e a experiência dialogada.  “Mais que um espaço para a simples troca de experiências, serão momentos em que operadores de projetos estarão apresentando estratégias de sucesso, mas também, esclarecendo que nem tudo são flores quando se trabalha com educação ambiental e que há necessidade de persistir. É uma forma de incentivar futuros operadores tornando-os conscientes das oportunidades e dificuldades. Será também um espaço muito rico para a troca de saberes”, informa a diretora do Departamento de Formação e Educação Ambiental do CCA/Ufam, Olívia Simão, coordenadora da Mostra.

O evento, que conta com apoio da Capes, CNPq, da Fapeam e do Governo do Amazonas, vai reunir participantes de órgãos dos governos federal, estadual e municipal, organizações não-governamentais, instituições científicas e associações comunitárias. A programação completa está disponível em http://www.cca.ufam.edu.br