Jovem liderança movimenta sua comunidade com ensinamentos dos projetos da FAS : FAS Amazônia
12/02/2021
Educação e Saúde | Notícias

Jovem liderança movimenta sua comunidade com ensinamentos dos projetos da FAS

Com apenas 16 anos, a estudante Verônica Praia promove campanhas ambientais na Reserva Mamirauá, no Amazonas


Empoderamento jovem, capacitação de liderança e estímulo profissional são alguns dos resultados positivos que as ações do Projeto Amazonas Sustentável, executado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) em parceria com a Petrobras, estão proporcionando para a estudante Verônica Praia de apenas 16 anos, que mora na Comunidade Punã, localizada no entorno da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, a 600 quilômetros de Manaus, capital do Amazonas.

“Eu sempre vi as meninas mais velhas fazendo os cursos da FAS e eu tinha muita vontade de conhecer o que elas estavam aprendendo. Fiz o curso Repórter da Floresta, foram três dias de aprendizado em 2019. Antes queria servir ao Exército, mas depois desse curso quero ser jornalista”, comentou ela que possui cinco irmãos, filhos de um produtor de farinha de mandioca. A mãe é professora de geografia.

Muito além do jornalismo, o curso também proporcionou educação no campo para conservação ambiental e empreendedorismo. Ensinamentos extremamente importantes para a adolescente, que sempre morou na Comunidade de Punã e atualmente é uma das lideranças jovens na região.

“Foi vendo outros exemplos dos cursos da FAS, que tive a ideia de criar o grupo ‘Jovens em Busca do Conhecimento’. Tem 12 pessoas participando do grupo e eu sou a vice-presidente. Promovemos várias ações na comunidade, principalmente mutirões de limpeza e atividades para incentivar a conservação do meio ambiente entre os moradores da comunidade. Fizemos até reportagens sobre essas ações, inclusive sobre como a comunidade está se cuidando para evitar a contaminação do (novo) coronavírus”, disse Verônica. 

Hoje um dos sonhos da jovem, além de ser jornalista, é que a conservação ambiental seja realidade em sua comunidade. “A nossa comunidade é bastante grande e quando vamos fazer os mutirões de limpeza, constatamos que tem muito lixo espalhado. Porém, fizemos um gráfico e estamos vendo que está melhorando, diminuindo bastante a quantidade de lixo e plástico. Também está diminuindo a quantidade de jovens que ficam nas ruas até de madrugada e alguns usando drogas. Estamos vendo as melhorias”, declarou. 

 

Biodiversidade 

Verônica também está envolvida nas ações do componente Biodiversidade do projeto “Amazonas Sustentável”.  A estudante participou de três dias de formação e mobilização das jovens lideranças locais para conter o desmatamento. “O objetivo era que a gente se aprofundasse mais na natureza, cuidasse mais, porque conhecemos diversas plantas que hoje são raras, que não achamos mais. Aquilo nos incentivou a cuidar mais da natureza, pois o que a gente tem, nem todo mundo tem”, contou. 

Além da capacitação, Verônica atuou na aplicação de questionários e está empenhada no monitoramento participativo de sua comunidade, uma ferramenta de apoio à gestão do uso dos recursos naturais e conservação da biodiversidade. “Tiramos um dia por mês para verificar se as pessoas estão fazendo o que informaram no questionário. Por exemplo, perguntamos qual o lixo que era mais gerado em casa e o que elas faziam com ele. Muitos responderam que queimavam, outros falaram que faziam aterros. Então, neste dia do mês, verificamos como está essa situação”, explicou. 

Segundo a jovem, o projeto ensinou não só a relevância de proteger a área onde vive, mas também do engajamento comunitário para manter a floresta em pé. “A gente tem que cuidar do que é nosso. É nosso e de mais ninguém. Ninguém pode tomar da gente”, disse.

 

Sobre o Projeto Amazonas Sustentável

O projeto “Amazonas Sustentável” é uma iniciativa da FAS, em parceria com a Petrobras, com o objetivo de promover a conservação ambiental, contribuir para o desenvolvimento local e melhoria das condições de vida ribeirinha. As comunidades beneficiadas diretamente estão distribuídas ao longo de cinco Unidades de Conservação do Amazonas: as Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, Uacari e do Rio Negro, a Reserva Extrativista Catuá-Ipixuna e a Área de Proteção Ambiental do Rio Negro. Essas unidades são geridas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas (Sema). A FAS também possui parcerias com mantenedores como Bradesco, Lojas Americanas, Samsung, Coca-cola Brasil e Fundo Amazônia.