Jovens indígenas participam do Campeonato Brasileiro Adulto de Tiro com Arco : FAS Amazônia
28/10/2014
Outros

Jovens indígenas participam do Campeonato Brasileiro Adulto de Tiro com Arco


Qual a modalidade esportiva que mais se relaciona com os indígenas? Pensando sobre isso a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) criou em 2012 o projeto Arqueria Indígena, iniciativa de longo prazo para a formação de atletas de origem indígena que contribuirão no fortalecimento da equipe brasileira de Tiro com Arco, além de colaborar para a valorização da cultura indígena na sociedade brasileira. Após dois anos de projeto, sendo quase um deles de treinamento e competição, os resultados já aparecem.

Quatro jovens das etnias Kambeba, Baré e Karapãna, com idade entre 17 e 21 anos, estão nesta terça-feira (28/10) no Rio de Janeiro (RJ). Até o dia 1º de novembro eles participarão do 40º Campeonato Brasileiro Adulto de Tiro com Arco, no Sambódromo Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. As modalidades serão arco recurvo e composto em conformidades com as regras da World Archery e da Confederação Brasileira de Tiro com Arco (CBTARCO).

Essa viagem é fruto da performance histórica dos jovens ao alcançar ouro, prata e bronze, em diferentes categorias, no 7º Campeonato Brasileiro Infantil, Cadete e Juvenil Outdoor, realizado entre os dias 08 e 12 de outubro, em Maricá (RJ). Os competidores amazonenses trouxeram cinco medalhas para o estado, na primeira participação do Projeto Arquearia Indígena do Amazonas em competições oficiais nacionais.

“Estivemos no Rio de Janeiro recentemente e, para nossa surpresa, conquistamos três de medalhas em categorias distintas no campeonato brasileiro juvenil. Podemos dizer que o projeto alcançou seus principais objetivos”, afirma Marcia Lot, coordenadora do Projeto e treinadora.
Ao abordar este tema, Marcia ressalta a importância da inclusão e integração social promovida pelo projeto. Principalmente no tocante a sua autoestima e valorização. “Voltamos agora, muito mais confiantes que na primeira vez”, destaca Marcia.

O Arqueria Indígena é uma iniciativa da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e conta com a parceria do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer do Amazonas (Sejel), Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco), Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Confederação das Organizações e Povos Indígenas do Amazonas (Coipam), Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind) e a Fundação Nacional do Ãndio (Funai).

“Foi emocionante ver o resultado daquilo que parecia uma utopia não realizável se transformar em resultados tão expressivos e em tão curto espaço de tempo. Tenho certeza que o projeto de arquearia indígena ainda será motivo de muito orgulho para o Brasil e contribuirá para a valorização da cultura indígena brasileira rumo à Olimpíada Rio 2016”, enfatiza o superintendente geral da FAS, Virgílio Viana.

Os jovens:

NOMES

NOME INDÃGENA

TRADUÃ?Ã?O 

IDADE

Drean Braga da Silva

Iagoara

Cachorro do Mato

17

Gustavo Paulino 

Ywytu

Vento

17

Josiel da Silva Paulino

Iiseen

Ãgua Doce

17

Guibson Paulino 

Wyrauass

Gavião

21