O Bradesco, Banco do Planeta, conquista duas categorias do Prêmio Brasil Meio Ambiente, sendo uma delas com o case da Fundação Amazonas Sustentável : FAS Amazônia
26/01/2009
Outros

O Bradesco, Banco do Planeta, conquista duas categorias do Prêmio Brasil Meio Ambiente, sendo uma delas com o case da Fundação Amazonas Sustentável


Bradesco, o Banco do Planeta, venceu, na noite de quinta-feira, 22 de janeiro, duas das 12 categorias da terceira edição do Prêmio Brasil Meio Ambiente, uma iniciativa do Jornal do Brasil e da Gazeta Mercantil.  A cerimônia de entrega da premiação ocorreu no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, MAM.  Com o trabalho “Inventário de Emissões e Programa de Gestão da Ecoeficiência” a empresa incorporou a redução das emissões poluidoras dos gases de efeito estufa em suas operações e atividades à sua estratégia de negócios, conquistando a categoria Melhor Trabalho em Ar.  A segunda conquista foi na modalidade Melhor Trabalho em Flora e Fauna através de uma parceria firmada entre a empresa e o Governo do Amazonas, que resultou na Fundação Amazonas Sustentável (FAS).


Virgilio Viana (à esquerda), diretor geral da Fundação Amazonas Sustentável, participou da cerimônia de premiação, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

O prêmio foi entregue ao gerente de responsabilidade sócio ambiental do Bradesco, Lincon Cesário.  Na ocasião, que contou com a participação de mais de 300 personalidades do meio ambiental, também esteve presente o diretor geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Viana, que dedicou a conquista aos profissionais da FAS bem como às mais de 4 mil famílias que fazem parte do Programa Bolsa Floresta.  “É com grande satisfação que recebemos este prêmio.  É muito importante que a FAS, com menos de um ano de atividades operacionais, tenha obtido destaque no Brasil em conservação da natureza, incluindo a fauna e flora”, afirmou Virgilio Viana.

O diretor geral ressaltou, ainda, que “o Prêmio é resultado de um trabalho que conta com forte parceria do Governo do Estado do Amazonas.  Quanto ao chefe de Estado, Eduardo Braga, a avaliação da conquista é fruto de uma importante ação local.  “Esse Prêmio é mais uma conquista do povo amazonense e das políticas de desenvolvimento sustentável que vem sendo implantadas pelo Governo do Estado desde 2007 na Fundação Amazonas Sustentável”.

Vencedores

O objetivo do Prêmio Brasil Meio Ambiente é estimular o desenvolvimento sustentável e a continuidade e ampliação da consciência ambiental no País.  Foram inscritos 188 projetos nesta edição.  Além do Bradesco, que venceu as duas categorias, as empresas contempladas foram a BAYER S.A, na categoria “Água”; Furnas Centrais Elétricas S.A, na categoria, “Educação Ambiental”; Organoeste Biotecnologia & Participações Ltda, em “Resíduos”; Companhia Estadual de Águas Esgotos – Cedae, em “Eficiência Energética” e “Meio Ambiente – Âmbito Estadual”; Japacanim Ecoturismo Ltda, em “Ecoturismo”; Fundação Orsa, na categoria “Meio Ambiente – Âmbito Municipal”; CWT Design Arte e Comércio de Artesanato Ltda, pelo melhor “Meio Ambiente – Âmbito Federal”; Universidade de Marília, em “Ação de Comunicação Social em Meio Ambiente”; Opus Multipla, na modalidade “Campanha Publicitária Sobre Meio Ambiente”.