Produtores definem ações na RDS Uacari : FAS Amazônia
02/07/2009
Outros

Produtores definem ações na RDS Uacari


Por Monick Maciel e Francisco Pinto

Cerca de 400 produtores extrativistas da região do Médio Juruá, residentes na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uacari e Reserva Extrativista (Resex) do Médio Juruá reuniram-se, entre os dias 26 a 28 de junho, para definir as ações estratégicas para a região nos próximos anos. 

Os principais assuntos discutidos na assembléia geral foram os projetos de apoio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), corredores ecológicos, Programas do Agroextrativismo e o Programa Bolsa Floresta (PBF), executado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) em parceria com a AMARU na RDS Uacari.

Sobre o PBF, foram prestadas informações sobre os investimentos já realizados, bem como as etapas de investimentos nos próximos anos, uma vez que os investimentos do PBF são anuais. O coordenador geral do PBF, Francisco Pinto, fez uma exposição do Programa, destacando todos os investimentos referentes ao período 2008/2009, conforme definido pela assembléia geral dos moradores. Ele destacou que todos os equipamentos foram entregues, num total de R$ 288.560,00 investidos.

No Bolsa Floresta Renda (BFR), que incentiva a produção comunitária florestal sustentável, os recursos foram destinados a construção de chalanas, tablados de secagem de sementes, capital de giro para cantinas comunitárias, criação de pequenos animais e aquisição de disco de serra. Com os recursos do Bolsa Floresta Social foram adquiridos rádio comunicação, ambulancha 40 HP, poço artesiano, caixa d´água, bomba sapo, mangueira, fio paralelo e aparelho de medir. Já dentro do Bolsa Floresta Associação, foram adquiridos computador, impressora, mesa e cadeiras, material de expediente, kit energia solar, entre outros. 

Na oportunidade, foi inaugurado também o escritório da Associação dos Moradores da RDS Uacari (Amaru), com a entrega dos demais equipamentos como rádios-comunicação, caixas d´água, bombas para poços artesianos, bancada de serra (uso em confecção de artesanato de madeira), dentre outros. O evento contou com a presença de inúmeros parceiros das ações na região como a Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC), Prefeitura Municipal de Carauari, Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS).

Segundo o Presidente da Amaru, Francisco Flávio, “o apoio da FAS, por meio do Programa Bolsa Floresta, tem sido crucial para o andamento das atividades na RDS Uacari, bem como para o desenvolvimento das ações da organização, o que tem fortalecido as parcerias e a participação dos moradores no processo de gestão da UC”.
No final, o coordenador do Programa Bolsa Floresta, Francisco Pinto, enfatizou a importância do fortalecimento das parcerias, e disse ainda que as ações realizadas pela Fundação continuarão sendo executadas, visando o fortalecimento organizacional dos moradores da RDS Uacari. Ele disse também que os moradores da RESEX do Médio Juruá, por meio de suas organizações, são primordiais neste processo. 

Francisco Pinto ressaltou que este momento foi festejado como uma vitória do movimento social da região. “O bolo simboliza a festa pelos 15 anos de luta organizacional na região do Médio Juruá, os cinco anos de existência da Amaru e a inauguração do novo escritório, apoiado pela FAS, por meio do Programa Bolsa Floresta”, disse.
“Com essas iniciativas a FAS consolida uma nova e importantíssima fase do PBF, que é a implementação dos componentes Renda, Social e Associação”, declarou João Tezza Neto, diretor técnico-científico da FAS.