Programa de Monitoramento da FAS recebe prêmio nacional : FAS Amazônia
22/06/2016
Outros

Programa de Monitoramento da FAS recebe prêmio nacional


O Programa de Monitoramento Participativo do Programa Bolsa Floresta (PPDUC), liderado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), foi um dos vencedores do Prêmio Gestão Ambiental no Bioma Amazônia, promovido pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam). A iniciativa foi destaque na categoria Monitoramento, Controle e Recuperação Ambiental, consagrando-se entre as 10 melhores práticas de um universo de 140 projetos inscritos de todo o país. A premiação foi entregue na noite desta terça-feira (21), em Belém-PA.
O PPDUC é desenvolvido pela FAS e foi concebido em parceria com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Este é dividido em dois eixos: monitoramento do desmatamento e degradação com dados oficiais do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e monitoramento participativo, com atividades de sensibilização, treinamentos de comunitários para calibração de imagens de satélite e empoderamento dos mesmos para gestão territorial.
“Com o primeiro eixo, por meio dos dados do Inpe, conseguimos apoiar instituições pUblicas a definir suas estratégias de controle e fiscalização. No segundo eixo, as comunidades e atores locais são envolvidos na sensibilização sobre as pressões e riscos de desmatamento, em um nível mais local”, explica o coordenador de Soluções Inovadoras da FAS, Victor Salviati.
Nas comunidades, o programa funciona por meio de smartphones e o aplicativo gratuito Open Data Kit (ODK) da Google. Os ribeirinhos podem tirar fotos, salvar pontos geográficos e fazer anotações em áreas previamente selecionadas baseadas na análise de imagens de satélite. Quando o celular é conectado à internet, os dados sobre o foco são repassados para um banco de dados complementar ao Bolsa Floresta. Alguns desses dados são pUblicos e podem ser acessados no mapas.fas-amazonia.org.
“Esta premiação representa um importante reconhecimento sobre a qualidade técnica do trabalho da FAS no monitoramento do desmatamento nas comunidades onde atuamos. Além disso, reconhece ainda a participação dos comunitários como agentes diretos neste trabalho, já que eles também são responsáveis por registrar estes pontos geográficos via aplicativo”, afirmou o superintendente-geral da FAS, Virgilio Viana.
O PPDUC é implementado desde 2011 com apoio de diversos parceiros privados, como o Banco Bradesco, Mitsubishi Corporation e o Grupo Abril, e alinhado com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas (Sema).