Proposta pedagógica é apresentada em seminário na comunidade Boa Frente, na RDS do Juma - FAS Amazônia : FAS Amazônia
31/03/2009
Outros

Proposta pedagógica é apresentada em seminário na comunidade Boa Frente, na RDS do Juma


Por Maurício Adu Schwade

A proposta pedagógica da Escola J. W. Marriott Jr. que faz parte do Núcleo de Conservação e Sustentabilidade Samuel Benchimol, na RDS do Juma, foi apresentada no último dia 19 de março, na comunidade Boa Frente (município de Novo Aripuanã, Amazonas). Na ocasião estavam presentes representantes da Secretaria Estadual de Educação e Qualidade do ensino (SEDUC), Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC), Prefeitura e Câmara Municipal de Novo Aripuanã além de mais de 70 representantes dos moradores da RDS.
 
O foco da metodologia é agregar a realidade dos comunitários nas aulas (Foto: Mauricio Adu)
 
A proposta tem como objetivo implantar um modelo novo de educação, pautado na valorização das potencialidades naturais e sócio-culturais da região; um modelo que contribua efetivamente para que as pessoas envolvidas possam participar ativamente dos processos de desenvolvimento econômicos e sociais que os atingem. Entre os elementos que fazem desta uma experiência peculiar e inovadora está o uso da pedagogia da alternância, que divide o tempo de aprendizagem entre a escola e a comunidade, onde os dias de aula podem ser distribuídos de forma a se adequarem ao ritmo dos estudantes.
 
A pedagogia de projetos – onde cada aluno é acompanhado no desenvolvimento de uma pesquisa que tenha a ver com seus interesses e os desafios que sua realidade impõe – faz com que o conhecimento seja apropriado pela comunidade na solução das dificuldades do dia-a-dia. Além disso, os conteúdos do currículo regular serão trabalhados a partir de temas geradores presentes no cotidiano da vida dos moradores da RDS. Esta não é a primeira experiência de uso da pedagogia da alternância no Estado do Amazonas, mas a primeira que utiliza esta metodologia no ensino regular.
 
Raquel Luna, coordenadora de campo do Projeto Juma, em Boa Frente (Foto: Mauricio Adu)
 
Para este ano, a Escola J. W. Marriott Jr. oferece quatro programas de ensino, sendo três turmas de EJA e um sexto ano de ensino regular para adolescentes, todos com pedagogia de alternância. As turmas de EJA são: uma do programas “Pro-jovem Saberes da Terra”, um programa patrocinado pelo governo federal em parceria com a SEDUC que atende jovens de 18 a 29 anos do ensino fundamental; uma de segunda etapa do primeiro seguimento do ensino fundamental e uma do segundo segmento. No total, a escola abriu 110 vagas. Com isso, espera-se reverter em poucos anos o déficit educacional que existe na RDS.