EnglishFrenchPortugueseSpanish

Livro “Unidades de Conservação do Amazonas”

Livro “Unidades de Conservação do Amazonas”
junho 7, 2022 forner

Livro “Unidades de Conservação do Amazonas”

O livro “Unidades de Conservação do Amazonas: histórico, presente e futuro” foi desenvolvido pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e Sema, com apoio do Andes Amazon Fund – AAF, e apresenta todo o contexto onde estão inseridas as Unidades de Conservação, em seus diversos níveis de gestão. Serão abordados suas características, benefícios, perfil econômico, bem como as oportunidades futuras para a gestão de áreas protegidas na Amazônia.

O documento resume fatos e elementos importantes para a valorização das UCs do Amazonas como territórios de importância estratégica para o desenvolvimento sustentável do Amazonas.

A publicação é dividida em oito capítulos, com os seguintes tópicos:

  • Áreas protegidas da Amazônia;
  • Benefícios das Unidades de Conservação;
  • Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC;
  • Sistema Estadual de Unidades de Conservação – SEUC;
  • Unidades de Conservação no Amazonas;
  • Perfil social das Unidades de Conservação;
  • Perfil econômico das Unidades de Conservação;
  • Perspectivas de futuro e oportunidades para a gestão das UCs.

A Amazônia é um dos mais extensos biomas do mundo. Compartilhada por nove países da América do Sul, abrange a maior floresta tropical do planeta: um total de 7,8 milhões de quilômetros quadrados no continente, igual a dois terços de toda a Europa. A área abriga uma expressiva fatia da biodiversidade do planeta, além de ser um dos maiores estoques globais de carbono e ainda desempenha papel vital para a regulação dos ciclos hidrológicos no continente sul americano e fora dele.

São 20 bilhões de toneladas de água transpiradas ao dia, por aproximadamente 400 bilhões de árvores, nesta que é a mais extensa bacia hidrográfica da Terra. A Amazônia reúne 1.100 rios – e o maior deles, o Amazonas, despeja cerca de 175 milhões de litros d’água por segundo no Oceano Atlântico.

Como considerações do documento, os resultados já alcançados apontam para a necessidade de consolidar as áreas já protegidas e ampliar as UCs em terras públicas ainda não destinadas e que não devem ficar à mercê da grilagem. Para isso, é essencial compreender o papel das UCs para o futuro do Amazonas.

Diante da expressiva dimensão de florestas conservadas no Amazonas, o futuro das Unidades de Conservação (UCs) estaduais passa pelo potencial de um novo eixo de desenvolvimento regional: a bioeconomia, com inovações tecnológicas, industrialização e agregação de valor aos insumos da biodiversidade, com integração do conhecimento tradicional e do extrativismo praticado pelas comunidades ribeirinhas como importante base de fornecimento.

Baixar Publicação