EnglishFrenchPortugueseSpanish

Vaquinha online arrecada recursos para evento que visa fortalecer o protagonismo feminino na luta pela Amazônia

Vaquinha online arrecada recursos para evento que visa fortalecer o protagonismo feminino na luta pela Amazônia
janeiro 23, 2023 FAS

Vaquinha online arrecada recursos para evento que visa fortalecer o protagonismo feminino na luta pela Amazônia

Com o objetivo de propor soluções sobre igualdade de gênero e mostrar a importância do protagonismo feminino em projetos socioambientais e econômicos, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) realizará, em março, o seminário “Mulheres da Floresta”. Evento contará com 70 participantes de comunidades tradicionais e indígenas da região amazônica. 

Para concretizar a realização do evento, a FAS está promovendo uma vaquinha online que visa cobrir as despesas de alimentação, hospedagem e transporte das participantes.  

As contribuições podem ser realizadas por meio do site kickante.com.br/l/mulheresdafloresta. Aqueles que decidirem ajudar a iniciativa, depositam valores a partir de R$ 5. Como brinde, quem depositar os valores de R$ 30, R$ 50, R$ 100, R$ 150, R$ 200, R$ 250, R$ 500 e R$ 1 mil receberão um certificado digital. 

“A campanha digital segue aberta até 31 de janeiro e é uma excelente oportunidade para quem quer começar 2023 ativo na luta pela conservação da Amazônia e seu desenvolvimento sustentável”, afirma a gerente do Programa de Desenvolvimento Institucional da FAS, Valéria Lapa.  

Ao todo, o seminário reunirá 16 mulheres indígenas, 44 ribeirinhas (pescadoras, agricultoras, extrativistas e lideranças comunitárias) e 10 representantes de 18 Unidades de Conservação (UCs) e Terras Indígenas (TIs) do Amazonas. 

Além dos debates sobre protagonismo feminino nas tomadas de decisões em suas comunidades e territórios, o Mulheres da Floresta promoverá a socialização e a troca de experiências entre elas, com abordagens em diversos eixos temáticos, tais como saúde, educação, empreendedorismo, políticas públicas, e enfrentamento à violência feminina. 

“Não basta falar da Amazônia como um todo, devemos abrir espaços para as amazônidas falarem sobre suas próprias realidades, abordando também sobre as dificuldades e desafios enfrentados. Após o “Mulheres da Floresta”, esperamos que todas saiam fortalecidas e mais confiantes para contribuir na conservação da sociobiodiversidade e no desenvolvimento sustentável em suas regiões”, finaliza Valéria.

Sobre a FAS 

Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia. 

 

Créditos da imagem: Samara Souza