Amazonas divulga seu cacau na feira Natural Tech : FAS Amazônia
02/07/2013
Outros

Amazonas divulga seu cacau na feira Natural Tech


Representantes da Associação dos Produtores Agroextrativista da RDS do Madeira (Apramad), com apoio da FAS e Suframa, participaram da feira Natural Tech, em São Paulo, entre os dia 27 a 30 de junho. O evento acontece anualmente e é especializado em alimentos e produtos naturais. Segmentada em três grandes áreas: alimentação, saUde e beleza, a Natural Tech é uma oportunidade para profissionais do setor e pUblico em geral que poderão conhecer  os Ultimos lançamentos, falar diretamente com canais de distribuição da indUstria e fazer contatos comerciais.

A RDS do Madeira apresentou geleia de cacau, o cacau em pó, em barra e amêndoas secas do fruto à feira. “O resultado foi positivo, pois além de divulgar o cacau do Amazonas para o resto do país, percebemos que a cerificação do produto orgânico é fundamental para a venda em alta escala”, comenta o coordenador  regional Madeira â?? Juruá â?? Jutaí e Solimões da FAS, Edvaldo Correa. Para Edvaldo em paralelo a cerificação também será nencessário dar continuidade no fortalecimento da cadeia produtiva do cacau. “Vamos trabalhar na melhoria da coleta, fermentação, secagem e armazenamento  da semente para que em 2014 possamos vendê-la aos distriibuidores de São Paulo”, explica.

Esse trabalho é um dos frutos do componente Renda do Programa Bolsa Floresta (PBF), que investe na ampliação da capacidade da economia florestal sustentável, potencializando e ampliando as atividades já existentes. “Assim, na grande maioria dos casos os investimentos ocorrem no sentido de facilitar a produção, aumentar a escala e melhorar aspectos da qualidade e comercialização”, explica Edvaldo.

Ã? por meio do projeto do Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES, que sai os investimentos das ações de fortalecimento das associações de moradores das UCs (Bolsa Floresta Associação) e de geração de renda (Bolsa Floresta Renda) previstas no PBF. O suporte provido pelo Fundo Amazônia, desde 2009, já beneficiou mais de 8 mil famílias do Bolsa Floresta. Como contrapartida, a FAS investe o equivalente a 50% do aporte do Fundo Amazônia nos programas de Apoio ao Bolsa Floresta e ao Bolsa Floresta Social.

A escolha dos itens a serem investidos é realizada de forma totalmente participativa. Esse procedimento, além de promover um alto grau de envolvimento, estabelece benefícios práticos na vida das comunidades. Para auxiliar na decisão dos beneficiários sobre os investimentos a serem realizados anualmente pelo componente renda do PBF, a equipe de técnicos da FAS oferece uma visão geral das cadeias produtivas principais e capacitações específicas, conforme a necessidade e vocação de cada região.