EnglishFrenchPortugueseSpanish

Bioeconomia amazônica: uma oportunidade global

Bioeconomia amazônica: uma oportunidade global
maio 11, 2022 forner

Bioeconomia amazônica: uma oportunidade global

Virgilio Viana, Superintendente Geral, e Victor Salviati, Superintendente de Desenvolvimento Institucional e Inovação, abordaram o tema “Bioeconomia amazônica, perspectivas e oportunidades” na Câmara de Comércio do Brasil na França (CCBF).

11/05/2022

A bioeconomia é um caminho importante para estimular o desenvolvimento sustentável e recuperação econômica do país. Por este motivo, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) estimula e apoia as cadeias produtivas sustentáveis em comunidades do interior da Amazônia, uma maneira de manter a floresta em pé e gerar empregos, em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Um levantamento realizado pela FAS sobre o Programa Bolsa Floresta constatou que, entre os anos de 2016 e 2019, as iniciativas produtivas sustentáveis no Amazonas geraram R$ 70,9 milhões. Entre elas estão as cadeias de produção sustentável da farinha, pirarucu, castanha, cacau e açaí, entre outros.

Atraindo investidores estrangeiros para as cadeias sustentáveis

Além dos desafios de se proteger a maior floresta tropical do mundo e de garantir os direitos dos povos indígenas e populações tradicionais, a FAS tem levado sua experiência com cadeias produtivas para fora do Brasil. Virgilio Viana, Superintendente Geral, e Victor Salviati, Superintendente de Desenvolvimento Institucional e Inovação, abordaram o tema “Bioeconomia amazônica, perspectivas e oportunidades” na Câmara de Comércio do Brasil na França (CCBF).

Viana reforçou que o desmatamento e as queimadas na Amazônia não são só problemas ambientais, mas também de direitos humanos. Além da proximidade com o “tipping point” da floresta, termo utilizado para falar do nível de desmatamento em que a devastação é irreversível para o bioma.

“Nosso desafio é transformar uma economia baseada no desmatamento em um sistema baseado na floresta, no meio ambiente e que valorize os serviços ecossistêmicos da floresta”, afirmou Viana.

O encontro aconteceu no dia 26 de abril, no evento realizado pela Câmara de Comércio do Brasil na França (CCBF), em uma mesa presidida por Philippe Lecourtier, presidente do Conselho de Administração da Câmara, na embaixada do Brasil em Paris

Hub de Bioeconomia Amazônica

Uma das iniciativas em prol da bioeconomia no bioma é o Hub de Bioeconomia Amazônica. Criado para desenvolver, conectar e catalisar soluções voltadas a uma bioeconomia inclusiva na Amazônia, o Hub é vinculado ao Green Economy Coalition (GEC), maior movimento global para acelerar a transição para economias verdes e justas no mundo, em parceria com a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN Amazônia) e secretariado pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS). Saiba mais sobre o Hub

Sobre a FAS

Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia.