Bolsa Floresta leva melhorias sociais para a Florest Maués : FAS Amazônia
21/07/2014
Outros

Bolsa Floresta leva melhorias sociais para a Florest Maués


A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) embarcou na primeira semana de julho rumo a Floresta Estadual (Florest) Maués (356km de Manaus), com o objetivo de entregar investimentos do componente Social do Programa Bolsa Floresta (PBF). Apoiada pela farmacêutica EMS, a ação busca levar melhorias relacionadas à geração de energia elétrica, infraestrutura e transporte comunitário, em investimentos que beneficiam mais de 3 mil pessoas, de 21 comunidades da reserva.

O componente Social do PBF está voltado para apoiar o desenvolvimento da educação, saUde, comunicação, transporte nas Unidades de Conservação (UCs). As ações são formatadas a partir das demandas e necessidades dos ribeirinhos.

As comunidades Monte Sinai do Parauari, Vila Nova Maringá, Ebenezer e Santo Antônio do Pucu optaram por investir em quatro motores para geração de energia: distante dos grandes centros, essas localidades não ainda possuem interligação com redes de energia elétrica. “Ter luz nessa região era antes algo impensável, e que impacta bastante a vida dos ribeirinhos. Poder ter uma televisão, ligar um ventilador, são coisas simples e que eles valorizam muito”, explica a assistente de mobilização Kátia Serique, que esteve na atividade acompanhada por Alexandre Barbosa, Lizandra Barbosa e Marilson Rodrigo, integrantes da equipe do PBF.

Com a metodologia do Bolsa Floresta,  as comunidades Varre Vento, Vista Alegre e São Raimundo Apocuitaua optaram pela aquisição motores para transporte comunitário. “Como todo o investimento é participativo, essas localidades tiveram autonomia e decidiram que o transporte precisava de melhorias. Com o recurso, escolheram motores para um barco e outras duas voadeiras, para facilitar a locomoção entre eles”, comenta Lizandra.

Ainda pela metodologia participativa do Bolsa Floresta, a comunidade Menino Deus do Acaoeira optou por material para a construção de um centro social, o tradicional local para reuniões e confraternizações ribeirinhas.

“Com a entrega desses benefícios, nós atendemos a todo o acordo que celebramos com os comunitários nas oficinas de definição de investimentos, melhorando a qualidade de vida deles”, explica Valcleia Solidade, coordenadora geral do Bolsa Floresta.

A Floresta Estadual de Maués tem 21 comunidades, distribuídas em uma área de 438.440 hectares. Ao todo, são 799 famílias beneficiadas pelo Bolsa Floresta, que totalizam 3.263 pessoas. Saiba mais!