Comunidades da Floresta Estadual de Maués terão Plano de Manejo : FAS Amazônia
24/08/2011
Outros

Comunidades da Floresta Estadual de Maués terão Plano de Manejo


Fomentar o desenvolvimento sustentável. É com esse objetivo que a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) vem encaminhando os procedimentos para a instalação do manejo florestal nas comunidades do Monte Sinai e São João do Pacoval, no município de Maués (268 km de Manaus). O Plano de Manejo Simplificado de Pequena Escala (PMSPE) vem sendo implantado em conjunto com as comunidades desde julho deste ano, por meio do Programa Bolsa Floresta Renda.

Na primeira fase de atividades, a FAS esteve pessoalmente dentro das comunidades, ouvindo as opiniões de extrativistas e moradores. A partir de então, um estudo detalhado da área entrará em execução, para posterior formulação de um inventário com espécies e características das árvores da região.

Ainda nesse processo, cursos e treinamentos serão ministrados nas comunidades, junto à inserção dos trâmites para obtenção de licença. A expectativa é garantir que a extração de madeira seja um instrumento legal para a valorização da floresta, conforme comenta Fernanda Martins, engenheira florestal da FAS.

“O Plano de Manejo estará levando esses comunitários para legalidade, já que todos precisam dessa atividade para sobreviver. Estamos buscando não apenas garantir que eles estejam em um meio legal, mas agregar valor econômico à madeira, uma das principais ferramentas de geração de renda dessas comunidades”, ressalta a engenheira.

 Acervo FAS(Acervo FAS)

Geração de renda

A Floresta Estadual de Maués conta com 2.647 pessoas beneficiadas pelo Programa Bolsa Floresta, que concede incentivos para que novas alternativas de sustento sejam criadas no interior do Amazonas. O componente Renda investe cerca de R$ 140 mil ao ano em cada uma das 15 Unidades de Conservação, espalhadas por todo o Estado.