HRT é a nova parceira da FAS : FAS Amazônia
08/06/2011
Outros

HRT é a nova parceira da FAS


A assinatura do convênio de R$ 24 milhões ocorreu nesta segunda-feira, dia 06, entre a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a HRT, empresa brasileira de petróleo e gás. Essa parceria de investimento será distribuída entre o Fundo Permanente e o Bolsa Floresta Social, juntamente com os programas de apoio na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uacari (RDS Uacari), município de Carauari.    

A cota de R$ 20 milhões, que será dividida em parcelas até 2013, será investida no Fundo Permanente da FAS, gerenciado pelo Bradesco/BRAM. Assim, a HRT se tornará “mantenedora” da Fundação, ao lado do Governo do Amazonas, Banco Bradesco e Coca-Cola. O Fundo Permanente, que conta atualmente com R$ 65 milhões e que se utiliza apenas uma parcela do rendimento anual das aplicações, é responsável pelo financiamento, ad eternum, do componente Familiar do Programa Bolsa Floresta. Essa importância possibilitará o crescimento do Programa para próximo de 8 mil famílias.

Representantes da FAS e da HRT durante a cerimônia de assinatura do convênio firmado entre as instituições.

Para a RDS do Uacari a HRT disponibilizará R$ 4 milhões em dois aportes de 50% entre 2011 e 2012. Estes recursos serão direcionados ao Programa Bolsa Floresta Social e programas de apoio, voltados especialmente à produção sustentável, educação e saúde das populações extrativistas da RDS do Uacari.

Os recursos investidos pela HRT na FAS fazem parte do Programa Barril Verde lançado pela empresa no dia 5 de junho de 2011, dia mundial do meio ambiente. Esse programa criará um fundo com recurso originado de R$ 1 de cada barril de petróleo comercializado pela empresa.

Na ocasião do evento, o superintendente geral da FAS, Virgílio Viana, disse que o Barril Verde é uma iniciativa pioneira e inovadora da HRT, com grande significado global. “O Programa é o primeiro a implementar uma relação direta entre a produção de petróleo com a redução do desmatamento de florestas tropicais e o apoio ao desenvolvimento sustentável no mundo. E se  todas as empresas de petróleo do mundo seguirem a liderança da HRT, seriam destinados cerca de US$ 20 bilhões por ano para o apoio ao desenvolvimento sustentável no mundo”, explica.

Já o CEO da HRT Marcio Rocha Mello ressalta que o Programa Barril simboliza a perfeição de princípios e valores da empresa.“ A HRT adota tecnologia de ponta, sem esquecer o desenvolvimento sustentado das regiões onde atua. Nosso sonho é que as outras companhias de petróleo nos acompanhem nesta iniciativa pioneira”, conclui.

O programa Barril Verde não se limita apenas a FAS, espera-se que, até 2015, a produção seja de 50 mil barris por dia, com investimentos que serão direcionados para ações sociambientais.

 

Inauguração na comunidade Punã

Logo após a solenidade de convênio, representantes da FAS, HRT e convidados como o Senador Eduardo Braga e presidente do conselho de administração da FAS, Luiz Fernando Furlan, seguiram para a inauguração do Núcleo de Conservação e Sustentabilidade, na comunidade Punã, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDS Mamirauá), município de Uarini.

Virgilio Viana, Superintendente-Geral da FAS, na inauguração do Núcleo de Conservação e Sustentabilidade na Comunidade Punã.

O Núcleo tem o nome de Dr. Mário José Corrêa Ayres, que foi um dos cientistas mais respeitado e nomeado na área de conservação da biodiversidade. A Escola Estadual possui o nome da professora Cinthia Régia, que se dedicou com competência e dedicação as funções que foram atribuídas tanto pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) como da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc).  O nome do professor Tenório Telles, também membro da Academia Amazonense de Letras, foi colocado na Casa do Professor.

Os Núcleos de Conservação e Sustentabilidade são componente estratégico do processo de implementação do Programa Bolsa Floresta. Eles têm o papel de apoiar o Programa e servir como aglutinadores das ações da FAS nas Unidades de Conservação (UCs).

Senador Eduardo Braga, em cerimônia na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Mamirauá

Para o superintendente da FAS, Virgílio Viana, os Núcleos de Conservação e Sustentabilidade representam esperança de desenvolvimento mais justo com as pessoas da comunidade, mais generoso com a natureza e mais sustentável para as gerações futuras. 

O Núcleo da comunidade Punã beneficiará mais de 500 alunos de nove comunidades da RDS de Mamirauá. A estratégia de prática dos Núcleos envolve, necessariamente, o estabelecimento de parcerias de cooperação interinstitucional. A principal parceria da FAS nessa iniciativa é a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Para o líder da comunidade Punã, José Vanderlei Oliveira Miguel, afirmou que com a presença da FAS, juntamente com o apoio da Seduc, contribuirá para a melhoria da educação na comunidade concretizando um desejo antigo dos moradores.