Parceria FAS e Bradesco é incluída em banco de dados de ações da ONU para adaptação às mudanças climáticas : FAS Amazônia
25/06/2013
Outros

Parceria FAS e Bradesco é incluída em banco de dados de ações da ONU para adaptação às mudanças climáticas


O Programa Bolsa Floresta (PBF) foi reconhecido novamente como uma referência mundial importante em projetos, agora no aspecto de adaptação de mudanças climáticas, ao ser incluído no banco de dados da Iniciativa do Setor Privado (PSI, do Inglês) â?? gerenciado pela Convenção-Quadro sobre Mudança do Clima (UNFCCC, do Inglês), órgão da ONU que trabalha com essas questões. A iniciativa reUne estudos de casos empresariais relacionados à adaptação às mudanças climáticas, e tem como objetivo servir de modelos globais.

O banco de dados do PSI relaciona projetos desenvolvidos em várias partes do mundo, e o Programa Bolsa Floresta, apoiado majoritariamente pelo Banco Bradesco, é o primeiro caso do segmento financeiro genuinamente brasileiro a integrar a lista. O PBF é também o primeiro programa da Amazônia Brasileira a integrar o PSI.

Criado em 2007, o PBF se tornou um dos maiores programas de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) do mundo. Hoje já beneficia mais de 37 mil pessoas, em 15 Unidades de Conservação (UCs).

Em se tratando de adaptação climática, o PBF, somente em 2012, por meio do componente Bolsa Floresta Social, já instalou mais de 110 rádiocomunicadores, construiu mais de 100 sistemas de captação d´água da chuva, assim como mais de 10 poços artesianos, comprou mais de 40 geradores e organizou 94 oficinas de planejamento participativo (com mais de 5,1 mil participantes) para discutir assuntos relacionados ao Programa e às mudanças climáticas.

“Esses investimentos demonstram como a iniciativa privada já está implementando ações de adaptação na Amazônia. O Bradesco é o primeiro banco brasileiro a entrar nessa plataforma; e o Amazonas é vanguarda mais uma vez”, declara Virgílio Viana, superintendente geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

Amanhã, dia 26, em São Paulo, a UNFCCC em pareceria com a Faculdade GetUlio Vargas, organizarão o Fórum Latino-Americano de Adaptação às Mudanças do Clima. Neste encontro, com a presença de mais de 150 representantes de empresas da América Latina, a organização pretende promover as ações de adaptação integradas às estratégias empresarias como boas práticas e gestão de riscos.

O estudo pode ser conferido aqui.

O Programa Bolsa Floresta

O Bolsa Floresta é um dos maiores programas de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) do mundo. Desde que passou a ser implementado, em 2007, vem beneficiando mais de 8 mil famílias em 541comunidadesespalhadas pelo Amazonas. Atualmente o nUmero de beneficiados gira em torno de mais de 37 mil pessoas, divididas entre 15 Unidades de Conservação estaduais.