Tambaqui da Reserva Mamirauá é vendido até sexta-feira (10), em Manaus : FAS Amazônia
06/09/2021
Notícias

Tambaqui da Reserva Mamirauá é vendido até sexta-feira (10), em Manaus

Feira do Tambaqui teve início no dia 4 de setembro e se estenderá até o dia 10. Aproximadamente nove toneladas de peixe estão sendo comercializadas, com preços que variam entre 8 e 16 reais.


A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e a Associação de Moradores e Usuários da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá Antônio Martins (Amurmam) estenderam a Feira do Tambaqui de Mamirauá até a próxima sexta-feira, dia 10 de setembro, ou enquanto durar os estoques. O peixe é oriundo da RDS Mamirauá na região do Médio Solimões, onde não há registros de casos de Rabdomiólise.

O resultado da feira será revertido para mais de 100 pessoas, moradores das comunidades Catiti e Mangueira, ambas na RDS Mamirauá. Entre os beneficiários está Antônia da Silva Fernandes, 34 anos, mãe de cinco filhos e moradora da Comunidade do Mangueira. Dona Antônia, como é conhecida, vivencia todas as etapas do manejo de pesca, pois, segunda ela, as mulheres da comunidade “metem a mão na massa mesmo”:

“Nós somos um grupo de 30 pescadores à frente do manejo, sendo 10 mulheres que ajudam a vigiar os lagos, colocam madeira, tratam o peixe, ao mesmo tempo que cuidam das casas e dos filhos”.

Todo peixe proveniente das Unidades de Conservação (UCs) carrega consigo a história dos moradores que, ao manejar, estão protegendo a floresta. Antônia não cansa de dizer o quanto a criação da Reserva mudou a vida dos moradores: “Antes da reserva, a gente não via essa fartura de peixes que a gente vê agora, porque tinha muito ilegal nos lagos. Hoje, a gente pôde trazer esses peixes aqui porque a reserva foi criada e o manejo criado”, reforçou.

“Com a reserva, a vida melhorou muito, a gente tá melhorando nossas casas, nossa moradia, a gente tem geladeira, televisão e podemos dar uma educação melhor para nossos filhos. Segundo a pescadora, o grupo se esforçou muito para trazer o peixe para Manaus: “Foi muito trabalho e uma longa viagem para chegar aqui. Nosso peixe é de qualidade, que a gente se alimenta todos os dias. Então, pode vir comprar que a gente garante a qualidade”.

A Feira 

Os preços são variados por kg: até 4 kg a R$  8/kg, de 4,001 a 5 kg por R$ 10/kg, de 5,001 a 6,999 kg por R$ 13/kg e acima de 7kg R$ 16/kg. Não haverá tratamento de peixe e serão vendidos por inteiro. A venda do tambaqui pela FAS tem autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas (Sema), com apoio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror).

Rabdomiólise

Em relação aos 52 casos de rabdomiólise, doença caracterizada pela destruição das fibras musculares, que surgiram em alguns municípios do Amazonas (Itacoatiara, Manaus, Autazes, Caapiranga, Silves, Parintins, Borba e Maués) a Fundação de Vigilância Sanitária emitiu uma nota oficial solicitando que  a população de Itacoatiara evite o consumo de alguns peixes (Pirapitinga, Tambaqui e Pacu)  por 15 dias.

A FAS reforça que os peixes que vendidos na Feira são oriundos da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, localizada no Médio Solimões, na região dos rios Solimões e Juruá, que não estão na faixa territorial de incidência dos casos de rabdomiólise.